Notícias

Ygor Coelho faz história e vence primeira partida do badminton brasileiro em Jogos Olímpicos

Segunda, 26 de Julho de 2021, 06h00
tecnologiabad
tecnologiabad

Os dois representantes do Brasil no badminton fizeram suas partidas de estreia na tarde desta segunda-feira, dia 26, (horário do Japão) no Musashino Forest Sport Plaza. Fabiana Silva entrou em quadra primeiro e enfrentou a ucraniana Maria Ulitina. Ela, que faz aniversário dia 27, foi ofensiva, jogou com garra, chegou a dar um peixinho em quadra para não deixar a peteca cair, mas acabou permitindo a virada no segundo set.


- Eu estudei a minha adversária e fui para cima. Abri no segundo set, fiz um jogo para cansar a ucraniana, para ir para o terceiro tempo. Eu estava inteira no jogo, abri bastante pontos, mas não consegui fechar o segundo set. Estou bem chateada com isso. Eu lutei muito do início ao fim para tentar a vitória. Mas estou feliz de estar representando o Brasil em Tóquio. Não foi o resultado que eu esperava, mas não tenho que que reclamar. Agora é focar no próximo jogo contra a americana Beiwen Zhang - disse Fabiana que chegou a abrir 11 a 4 no segundo set, mas sofreu a virada.



Ygor Coelho garante vitória


Menos de uma hora depois, Ygor Coelho entrou em quadra contra Georges Julien Paul, das Ilhas Maurício. O campeão Pan-Americano em Lima 2019 e bi-campeão Pan-Americano da modalidade, fechou em 11 minutos o primeiro set em 21 a 5. No segundo, o adversário cresceu no jogo, mas Ygor garantiu o feito histórico e marcou 21 a 16. A vitória do atleta que joga pelo Højbjerg, da Dinamarca, é a primeira do badminton brasileiro em Jogos Olímpicos. 


- Eu já tinha ganhado dele antes. Eu sabia que eu seria favorito nesse jogo e isso é perigoso. Em Olímpiadas todo mundo joga bem. Mas eu entrei no primeiro set bem, confiante, mostrando tudo que eu posso, mas no segundo set fiquei ansioso. Passou pela minha cabeça que eu estava fazendo história para o meu país. E eu consegui e estou muito feliz por isso - conta sorrindo o jogador que agradeceu ao apoio do Comitê Olímpico Brasileiro e da Confederação Brasileira de Badminton.


- Eu quero ainda mais. Meu próximo adversário é o japonês Kanta Tsuneyama. Ele é muito experiente, nunca joguei contra ele. É difícil, mas com o badminton que apresentei hoje eu acredito que estou no nível para isso. Então é foco total para fazer um bom jogo - completou o atleta.


As datas e horários das próximas partidas serão confirmadas em breve.


Fonte: COB


CBBd no Twitter

Últimas Notícias CBBd

Mais Notícias